PMDB suspende articulações para sucessão de Renan

O PMDB suspendeu hoje temporariamente as articulações em torno da sucessão do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) ao cargo de presidente da Casa. Em reunião com a bancada, o líder do partido, senador Valdir Raupp (RO), fez um apelo aos colegas para que adiassem a discussão do assunto enquanto Calheiros estiver licenciado. O temor do líder é de que o partido fique fragilizado com a exposição de nomes e sujeito a uma guerra de dossiês envolvendo peemedebistas."Daqui a pouco ficamos sem nomes", advertiu Raupp à bancada, manifestando a preocupação de que os adversários iniciem uma campanha para "queimar" possíveis candidatos ao cargo. Apesar do pedido, o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) anunciou à bancada a intenção de disputar a vaga de Renan Calheiros caso ele decida renunciar da presidência. Calheiros está licenciado do comando da Casa. Mas a expectativa é de que, na próxima semana, ele retorne ao Senado, assim que terminar sua licença médica.Ainda na reunião da bancada, Valdir Raupp afirmou que abrir agora a sucessão de Renan Calheiros poderá tumultuar o clima político e dificultar a votação da emenda constitucional que prorroga a Contribuição Provisória de Movimentação Financeira (CPMF).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.