PMDB se posiciona nesta 4ª sobre CPI

A Executiva Nacional do PMDB reúne-se nesta quarta-feira, às 11 horas, para tomar uma posição partidária sobre a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) mista para investigar corrupção no governo.Em seguida, haverá reunião da bancada do PMDB no Senado, cuja realização se deve às pressões de senadores que ameaçam assinar o requerimento, acompanhando o gesto do presidente nacional do PMDB e do Congresso, Jader Barbalho (PA).No encontro da Executiva, o PMDB também discutirá a sucessão de Jader no comando do partido.O senador Maguito Vilela (PMDB-GO), vice-presidente nacional da legenda, está irritado com a demora na definição dessa questão, alegando que Jader havia prometido renunciar ao cargo, assim que fosse eleito presidente do Senado.Vilela é candidato natural a presidente nacional da sigla e teria assinado o requerimento de criação da CPI sobre a corrupção por conta dessa demora. Vários senadores estão pedindo ao líder da agremiação no Senado, Renan Calheiros (AL), que a bancada assuma uma posição formal sobre a CPI."Precisamos reunir-nos e tirar uma posição comum, pois, se depender do PMDB de Santa Catarina, eu assino o requerimento", disse nesta terça-feira o senador Casildo Maldaner (SC) a Calheiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.