PMDB reafirma apoio à política do governo sobre mínimo

O líder do PMDB na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN), reafirmou hoje o apoio à política de valorização do salário mínimo defendida pelo governo e o aumento do mesmo para R$ 545. Em nota divulgada na noite de hoje, Henrique Alves considera que a política salarial em curso "vem dando certo, por refletir ganho real de salário para o trabalhador, compatível com o desempenho positivo da economia brasileira".

EQUIPE AE, Agência Estado

15 de fevereiro de 2011 | 19h25

O líder lembra ainda que a atual política salarial é resultado de acordo firmado pelo governo com as centrais sindicais, "chancelado pelo Congresso Nacional, com apoio do PMDB". Para Henrique Alves, o acordo em vigor "representa um enorme avanço em relação às práticas anteriores, que embutiam considerável desgaste de negociações anuais, sem um referencial lógico, produzindo assim incertezas e instabilidades nos processos orçamentários da União, principalmente na Previdência Social, dos Estados e dos municípios e, finalmente, de toda a economia".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.