PMDB não descarta prefeitura de SP, diz Quércia à 'Eldorado'

Em entrevista à rádio, presidente estadual do PMDB defende aliança do partido nas eleições 2008

22 de janeiro de 2008 | 13h27

O presidente estadual do PMDB, Orestes Quércia, disse nesta terça-feira, 22, à rádio Eldorado, que o partido não descarta candidatura própria à Prefeitura de São Paulo em 2008, mas que, devido à dificuldade de candidatos, o PMDB avalia uma aliança com outros partidos.   Veja Também:    Ouça a entrevista   "O PMDB não descarta candidatura própria a eleições de São Paulo. Porque o partido precisa de candidatura, mas estamos com dificuldade de ter candidato e, por isso, estamos avaliando aliança com outros partidos , como com PT, com o meu amigo (Gilberto, atual prefeito de São Paulo) Kassab e Alckmin (Geraldo)".     Quércia disse também que, apesar de suas restrições em relação ao Lula, não é possível excluir o PT de negociações. "O pleito municipal (deste ano) está vinculado à 2010. Política é aquilo que é possível. O PT , por exemplo, tenho dificuldade em acreditar no partido porque eu já tive experiências. O PT é excludente, é difícil negociar com o partido, mas podemos excluir o diálogo. Acho que o PMDB está apoiando o Lula, apesar das restrições que eu tenho com o presidente".   Ele negou a compra do SBT , de propriedade de Silvio Santos. "Até que eu gostaria, mas não, isso não está acontecendo. Querer eu quero, mas não tenho condições".

Tudo o que sabemos sobre:
Quérciaeleições 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.