Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

PMDB marca para sexta reunião que decide candidato à presidência do Senado

Encontro da bancada é antecipado após Luiz Henrique anunciar candidatura; Renan Calheiros, que ainda não apresentou seu nome oficialmente ao partido, vai tentar reeleição

ISADORA PERON, O Estado de S. Paulo

29 de janeiro de 2015 | 12h09

Alterado às 15h42

Brasília - O PMDB marcou para esta sexta-feira, 30, a reunião da bancada para escolher quem será o candidato da sigla que vai disputar a presidência do Senado. Inicialmente previsto para sábado, 31, o encontro foi antecipado depois de o atual presidente da Casa, Renan Calheiros (AL), ganhar um adversário na disputa.

O lançamento da candidatura do também peemedebista Luiz Henrique da Silveira (SC) estava marcado justamente para sexta-feira e mudou os planos de Calheiros, que queria ser reconduzido à presidência sem resistência. A eleição será neste domingo, 1º de fevereiro, quando também haverá a escolha para o comando da Câmara. 

Calheiros já divulgou uma nota afirmando que o PMDB deveria apoiar na eleição de domingo "aquele que for escolhido pela maioria dos 19 senadores" do partido. Pelos cálculos dos aliados do atual presidente, ele terá pelo menos 14 dos votos. 

Ciente que perderia na escolha interna, Luiz Henrique comunicou a Calheiros que a sua candidatura era "irreversível", independentemente do que a maioria dos peemedebistas decidisse.

Tudo o que sabemos sobre:
SenadoRenan CalheirosLuiz Henrique

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.