PMDB mantém data da reunião da Executiva

Na ocasião, deve ser decidido um possível desembarque da legenda do governo Dilma

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2016 | 07h52

 

Brasília - Após consultar parte da bancada da Câmara, do Senado e diretórios estaduais, o vice-presidente da República, Michel Temer, decidiu nesta terça-feria, 22, por manter a data do encontro do Diretório Nacional do PMDB para o próximo dia 29. Na ocasião, deve ser decidido um possível desembarque da legenda do governo Dilma.

O PMDB detém o comando do ministério de Minas e Energia, Saúde, Agricultura, Ciência e Tecnologia, Turismo e Portos.

Integrantes do partido próximos ao Palácio do Planalto como o líder do PMDB da Câmara, Leonardo Picciani (RJ) e ministros da legenda defendem que a decisão sobre um possível afastamento do governo, ocorra apenas no próximo dia 12. A data coincide com o período de 30 dias da realização da Convenção Nacional do PMDB que aprovou moção para tratar do desembarque.

Michel Temer reuniu na noite desta terça-feira alguns integrantes da Executiva em Brasília para tratar do tema. Entre os presentes estava o vice-presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RO), que, segundo relatos, se manifestou a favor da manutenção da data. O líder da legenda no Senado, Eunício Oliveira, também esteve presente, no encontro realizado no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente.

No início da noite, os ministros Eduardo Braga (Minas e Energia) e Helder Barbalho (Portos) fizeram corpo a corpo no Senado. Braga se reuniu com o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), mas não quis comentar sobre possível desembarque da legenda após o encontro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.