PMDB governista rejeita propostas de dissidentes

O senador Mauro Miranda (PMDB-GO) disse hoje que a ala governista do seu partido está rejeitando todas as propostas apresentadas pelo grupo dissidente na reunião da comissão Executiva Nacional do partido que está sendo realizada no Congresso. Segundo Miranda, os governistas rejeitaram três propostas: a de adiamento da convenção, prevista inicialmente para o dia 9 de setembro; a de realização de prévias para a escolha do candidato do partido à Presidência da República; e a de submeter à convenção a proposta de rompimento com o governo. A única proposta aceita pela ala governista do PMDB, segundo Miranda, foi a de submeter à convenção a tese da candidatura própria à Presidência da República. "Foi uma demonstração de veto ao governador de Minas, Itamar Franco, o tempo todo", disse. Ele não soube dizer se, com as derrotas, o presidente em exercício do partido, senador Maguito Vilela, permanecerá ou não na disputa com o deputado Michel Temer (SP) pelo comando do partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.