PMDB fecha posição contra reeleição de Sarney

A Executiva Nacional do PMDB fechou posição contra a proposta de emenda constitucional da reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado. Dos 15 votos dos dirigentes nacionais foram 12 contrários, uma abstenção e apenas dois a favor. Não houve um enfrentamento pessoal entre o líder do partido no Senado, Renan Calheiros, e o presidente do Senado e candidato è reeleição, José Sarney, que não compareceu à reunião da Executiva. O representante de Sarney na executiva, senador João Alberto (MA) defendeu a tese de que depois de ter sido aprovada a reeleição para presidente da República e governadores, não há porque negar a prerrogativa aos presidentes da Câmara e do Senado. O senador Ney Suassuna disse que a decisão da executiva equivale a um fechamento de questão e que as bancadas deverão seguir a recomendação da direção partidária. O senador João Alberto, no entanto, acredita que a Câmara ainda poderá aprovar a emenda da reeleição e que se isso acontecer ele vai rever sua decisão de acompanhar a direção nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.