PMDB do Paraná desobedece o STJ e mantém prévias

O PMDB do Paraná decidiu manter as prévias do partido, apesar da liminar do presidente do Superior Tribunal de Justiça, Edson Vidigal, contrária à sua realização. "Consideramos que a decisão é política por conta das ligações que ele tem com o senador José Sarney. Mas os fundamentos são ilegais", afirmou o secretário-geral do partido, Luiz Cláudio Romanelli. O trabalho hoje no diretório foi avisar todos os filiados com direito a voto.Segundo ele, a mobilização feita no partido não pode ser interrompida por um "abuso de poder". "A decisão foi tomada na antevéspera das eleições, numa sexta-feira, para desmobilizar aquilo que já está marcado há muito tempo", acentuou. "Mas nós, no Paraná, estamos acostumados a enfrentar decisões judiciais absurdas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.