PMDB: dissidentes não querem Geddel como líder

Um grupo de oito deputados do PMDB vai entregar ao líder do partido, Geddel Vieira Lima, um documento com as assinaturas de 52 dos 98 deputados da bancada, solicitando que a eleição para a escolha do novo líder do partido na Câmara seja feita em votação secreta. Com esse ato, os dissidentes querem revogar a recondução de Geddel, aprovada com a assinatura de 88 deputados em uma lista aberta.O deputado Cesar Schirmer (RS), disse que o documento é uma contestação ao processo de escolha que a maioria dos deputados peemedebistas considera antidemocrático. "O voto aberto é uma coisa da República velha e do regime autoritário", afirmou Schirmer, acrescentando que a atitude de Geddel está fazendo escola na Câmara, como as reconduções do líder do PPB, Odelmo Leão, e do líder do PFL, Inocêncio Oliveira. "Os líderes são eternos e as bancadas flutuantes. Mudam os integrantes, mas os líderes continuam os mesmos", criticou Schirmer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.