PMDB decide disputar presidência do Senado

A bancada do PMDB decidiu ontem disputar a presidência do Senado, em vez de fechar acordo com o PT, que lançou o senador Tião Viana (PT-AC). O partido pôs à mesa da reunião dois nomes: José Sarney (AP) e Pedro Simon (RS). A decisão foi tomada em unanimidade pelos 20 senadores. Em nenhum momento, Sarney disse se é ou não candidato. Mas insistiu no discurso da estabilidade política e da necessidade de manter o PMDB unido.Simon conclamou o partido a assumir sua força e importância. "O PMDB está acanhado. E Michel está se humilhando sem necessidade", disse, referindo-se à candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) ao comando da Câmara, que hoje deve ganhar apoio dos petistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.