ED FERREIRA/Estadão
ED FERREIRA/Estadão

PMDB confirma Lobão Filho na disputa ao governo do Maranhão

Candidatura do senador conta com apoio da família Sarney em coligação formada por mais 15 partidos

Ernesto Batista, especial para O Estado, O Estado de S. Paulo

27 Junho 2014 | 16h35

São Luís - A convenção do PMDB do Maranhão ratificou, nesta sexta-feira, 27, a candidatura do senador Edison Lobão Filho ao Palácio dos Leões. Ele contou com o apoio da família Sarney, que vê com o senador a continuidade da administração que exerce no Estado. Na ocasião, o ex-ministro do Turismo, Gastão Vieira, também foi confirmado como candidato do partido á vaga do Senado em disputa.

Alguns líderes do PMDB estiveram presentes a convenção: o senador Valdir Raupp (RO), presidente nacional do PMDB; o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, pai do candidato ao governo; a governadora Roseana Sarney e o senador João Alberto. O senador José Sarney não compareceu à convenção, apesar de ter participado do encontro da Juventude do PMDB, no dia anterior, dando seu apoio a candidatura de Lobão Filho.

O presidente nacional do PMDB enfatizou o apoio do governo federal e do ex-presidente Lula à candidatura de Lobão Filho. Para ele, os partidos estão unidos em torno do melhor candidato para governar o Maranhão. "Estou aqui com a convicção da vitória e que Lobão Filho está firme e forte e ele tem o apoio irrestrito da presidente Dilma para governar o Maranhão", disse Raupp.

Quase oito mil delegados e correligionários estiveram no centro de convenções da universidade Federal do Maranhão (UFMA) e ratificaram a coligação do PMDB com outros 15 partidos para as eleições majoritárias: DEM, PT, PTB, PV, PSC, PRTB, PRP, PRB, PSDC, PSL, PHS, PTN, PMN, PEN e PT do B.

O principal aliado é o PT que deverá indicar o ex-secretário estadual do Trabalho e Economia Solidária, José Antonio Helluy, como candidato a vice-governador na chapa liderada por Lobão Filho, e o presidente estadual da legenda, Raimundo Monteiro, como 1º suplente na chapa para o Senado.

Oposição. Do outro lado, o ex-deputado federal Flávio Dino (PC do B) só deverá ser confirmado como candidato ao governo no domingo, 29, quando o partido faz a sua convenção em conjunto com o PDT e PSB. Outros seis partidos compõe a chapa majoritária liderada por Dino - PPS, PSDB, PP, PTC, PROS e Solidariedade - cuja coligação foi batizada de "Convenção da Mudança".

O PSDB indica o candidato a vice-governador na chapa comunista - deputado federal Carlos Brandão - enquanto o PSB indicará o candidato ao Senado, Roberto Rocha.

Dino e Rocha lideram as pesquisas eleitorais para a eleição majoritária já divulgadas no Estado, sendo que o último ganha de Gastão Vieira por uma pequena margem, enquanto o ex-deputado federal Flávio Dino tem liderança mais folgada e tem a seu favor a grande rejeição à Lobão Filho, que supera a casa dos 35%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.