PMDB ajuda a derrotar governo

O PMDB uniu-se aos partidos de oposição e impôs uma derrota ao governo na votação de destaques da Medida Provisória 457, sobre renegociação da dívida previdenciária dos municípios. Na madrugada de anteontem, os deputados aprovaram a retirada da palavra "até" do texto-base, no trecho que autoriza o parcelamento da dívida em 240 meses. Com isso, as dívidas passarão a ser parceladas em 20 anos, sem possibilidade de acordos para prazos menores. Essa era uma das muitas reivindicações dos prefeitos, já atendidos na noite de quarta-feira com a suspensão do pagamento das dívidas por prazos de três a oito meses. A oposição derrubou a sessão por falta de quorum antes que fosse votado outro destaque também de interesse dos municípios. Com isso, ganhou tempo para mobilizar prefeitos a fim de que acompanhem a continuação da votação, na próxima quarta-feira.A oposição agora tenta suprimir a expressão "no mínimo" do artigo que fala que a parcela da dívida deve ser equivalente a pelo menos 1,5% da receita corrente líquida do município. O governo vai tentar alterar o texto no Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.