PM prende acusado de pertencer ao PCC

O Serviço Reservado da Polícia Militar deteve ontem à noite Sérgio Luis Fidelis, de 23 anos. Acusado de pertencer ao Primeiro Comando da Capital (PCC), Fidelis havia sido resgatado em dezembro de 1999 da Penitenciária Adriano Marrey, em Guarulhos, na Grande São Paulo.Os homens do Serviço Resrevado, chefiados por um tenente receberam uma denúncia anônima sobre Fidelis. Ele estaria vivendo no bairro do Gonzaguinha, em São Vicente, na Baixada Santista. Os PMs foram apurar a informação e encontraram-no às 23 horas no estacionamento de um supermercado na Avenida Presidente Wilson. Fidelis não resistiu à prisão.Ele foi levado ao 1.º Distrito de São Vicente e, de lá, para a Cadeia Pública 3, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo. O diretor do Departamento de Investigações sobre Crimes Patrimoniais (Depatri), Godofredo Bittencourt Filho, afirmou que a participação de Fidelis na organização criminosa será investigada pela Delegacia de Roubo a Banco.É nessa delegacia que a Polícia Civil instaurou inquérito que apura as atividades do partido do crime e de seus líderes, acusados de formar quadrilha armada para a prática de crimes como extorsão, roubo, corrupção ativa, arrebatamento de presos e tráfico de drogas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.