PM impede invasão de sem-terra ao McDonald´s

Mais de 2 mil sem-terra ligados ao MST fizeram hoje vários protestos em Campo Grande e tentaram invadir uma loja do McDonald´s, mas foram impedidos pela Polícia Militar. Mesmo assim conseguiram jogar e tomates e ovos contra a lanchonete. Em frente ao banco espanhol Santander fizeram concentração gritando frases contra o governo federal e a globalização da economia.Na porta do prédio do Incra houve distribuição de panfletos sobre a morosidade da reforma agrária no Estado. Os manifestantes afirma que "nos últimos dois anos o governo não assentou uma família sequer no MS". O prédio foi cercado por policiais militares. No local a manifestação foi pacífica, pois a Justiça expediu liminar garantindo a defesa do imóvel. Os manifestantes depositaram uma cruz de madeira nos pés de cada soldado.Em Jaraguari, a 30 quilômetros de Campo Grande, os sem-terra ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) fizeram manifestação na frente a Delegacia de Polícia Civil contra a prisão do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Getúlio Silvério Sandim. Ele foi preso hoje por ordem da Justiça. Ele é acusado de liderar 50 famílias na invasão da fazenda Izolda, no município, no mês passado.Em Campo Grande o presidente Federação da Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul), Léo Brito, marcou para o próximo dia 5 uma manifestação dos fazendeiros, com carreata e passeata. O movimento será um protesto contra as invasões de fazenda e mudanças nos índices de produtividade para a vistorias de áreas a serem desapropriadas pela reforma agrária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.