PM é chamada para fazer segurança da Assembleia-PR

O novo presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), determinou que a segurança patrimonial da Casa será feita por uma empresa de segurança a partir de agora. Com isso, ele confirmou a demissão de seguranças comissionados que faziam o trabalho. Na noite de ontem, a Polícia Militar (PM) foi chamada para fazer a segurança da Assembleia.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

02 de fevereiro de 2011 | 10h35

Os ex-seguranças estavam nesta manhã em frente à Casa para protestos. O presidente do Sindicato dos Servidores Legislativos, Edenilson Ferry, disse que tem um dossiê que apontaria supostas irregularidades cometidas por Rossoni. O novo presidente da Assembleia anunciou várias alterações, entre elas a demissão de 50% dos funcionários comissionados, a saída de todos os diretores da antiga gestão e a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV) para fazer uma auditoria no Legislativo.

Tudo o que sabemos sobre:
AssembleiaPRsegurançaValdir Rossoni

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.