PM do Piauí decide suspender greve até sexta-feira

Os policiais militares decidiram suspender a greve no Piauí até sexta-feira. Eles vão cumprir a decisão do juiz da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública, Sebastião Ribeiro Martins, que decretou a ilegalidade e inconstitucionalidade do movimento dos policiais. Um dos coordenadores do comando de greve, soldado Jarbas Cavalcante, presidente da Associação de Cabos e Soldados, disse que os militares voltarão ao serviço para evitar a prisão dos militares.Em contrapartida, a assessoria jurídica dos militares vai representar contra o governo do Estado pedindo intervenção federal no Piauí. Eles vão apresentar como argumento documentos e leis assinadas e publicadas no Diário Oficial pelo governador e que não foram cumpridas com a categoria. ?Nós temos cópias assinadas dos documentos que o governador transformou em lei e não cumpriu, inclusive do aumento de R$ 130 para os militares?, reclamou o sargento R. Silva, da Associação dos Subtenentes e Sargentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.