Plenário evitará linchamento, diz Luizinho

Depois de ter sido absolvido ontem a noite no processo de perda de mandato por quebra de decoro parlamentar, o deputado professor Luizinho (PT-SP) avalia que a situação dos outros nove parlamentares que também estão sendo alvo de processo começa a ficar mais clara. "A partir do julgamento de ontem, ficou claro que o plenário vai evitar o linchamento pelo tribunal de exceção", afirmou.Na sua opinião, todos os outros nove deputados que estão sob investigação no Conselho de Ética não quebraram o decoro. "Eles não sabiam a origem dos recursos. Achavam que era (dinheiro) do partido", disse.Para Luizinho, a absolvição de Brant ajudou a fortalecer a democracia. "O plenário fez um gesto de exercício do direito democrático", comentou. Na sua opinião, havia apenas uma ilação contra Brant "tentando desonrar um homem honrado".Em relação ao seu julgamento, Luizinho disse que "foi feita justiça". Ele voltou a afirmar que em nenhum momento pegou dinheiro do empresário Marcos Valério. Explicou que o que houve foi que um assessor seu sacou um dinheiro e que ele não tinha conhecimento do caso. Ele acredita que a partir de agora a tendência do plenário seja absolver os outros.

Agencia Estado,

09 de março de 2006 | 13h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.