Plenário do Senado aprova dois indicados para o CNJ

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira a indicação de duas autoridades para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Na primeira votação, a ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Maria Cristina Peduzzi recebeu o voto favorável de 57 senadores e contrário de três. Em seguida, o desembargador federal Guilherme Calmon, indicado pelo Superior Tribunal de Justiça, obteve 61 votos a favor e dois contra.

RICARDO BRITO, Agência Estado

03 Abril 2013 | 19h01

Maria Cristina Peduzzi vai assumir o lugar do ministro Carlos Alberto Reis de Paula, atual presidente da Corte trabalhista. Calmon entrará no lugar já vago que era ocupado pelo desembargador federal Tourinho Neto.

Mais conteúdo sobre:
SenadoCNJamplia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.