Plano Plurianual é aposta do governo para deslanchar obras sociais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez hoje uma reunião de aproximadamente 7 horas com assessores e ministros no Palácio da Alvorada. O encontro teve como objetivo principal a pauta da reunião ministerial marcada para segunda-feira e a agenda de viagens internacionais do presidente para o final do mês e início de junho.Único a falar após o encontro, o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, disse que os ministros da Fazenda, Antonio Palocci, e do Planejamento, Guido Mantega, apresentarão a versão final do Plano Plurianual (PPA) durante a reunião ministerial.Com o PPA, o ministro acredita que o governo terá todas as condições para fazer deslanchar seus programas de obras sociais nas áreas de saneamento, saúde e educação. Segundo Dirceu, não haverá falta de recursos para que os ministros coloquem em andamento as obras previstas no PPA. Também ficou acertado no encontro do Alvorada, que o ministro do Trabalho, Jaques Wagner, fará uma apresentação sobre o Programa Primeiro Emprego durante a reunião ministerial.O ministro da Casa Civil desmentiu as informações de que haja alguma divergência no governo em relação ao PPA. "Não é verdade que haja problemas sobre os prazos do PPA. Os ministros Dulci (Luiz Dulci, secretário-geral da presidência) e Mantega vêm trabalhando em conjunto", disse. Ele lembrou que caberá a Dulci a responsabilidade pela discussão do plano com a sociedade, e que ficará a cargo de Mantega a discussão do tema com o Congresso Nacional.Viagens O secretário de imprensa do Palácio do Planalto, Ricardo Kotscho, afirmou que durante a reunião no Alvorada ficou definido que o presidente Lula participará da reunião do Grupo do Rio em Cuzco, no Peru, entre os dias 23 e 24 deste mês. No dia 25, o presidente estará em Buenos Aires para participar da cerimônia de posse do presidente eleito da Argentina, Néstor Kirchner. No dia 31, o presidente estará em Evian, na França, onde participará da reunião de cúpula ampliada do G-8, e se reunirá com o presidente francês Jacques Chirac. Kotscho informou também que o presidente desistiu da viagem que faria hoje para São Bernardo e passará o final de semana em Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.