Planejamento autoriza concurso público para 1.900 vagas

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão autorizou a realização de concursos públicos para diversas carreiras e órgãos, além da contratação temporária de profissionais, totalizando mais de 1.900 vagas. As portarias estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 27.

SANDRA MANFRINI, Agência Estado

27 de setembro de 2013 | 09h17

O primeiro concurso público autorizado é para a contratação de 30 pessoas para o cargo de assistente em Ciência e Tecnologia para a Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro).

Em outra portaria, o ministério autoriza a realização de concurso público para 35 cargos de contador e 415 cargos de agente administrativo do quadro de pessoal do Ministério do Trabalho. Também foi autorizado concurso para 40 vagas do Plano Especial de Cargos da Cultura, da Fundação Biblioteca Nacional (FBN).

Outras 86 vagas são para as carreiras de Desenvolvimento Tecnológico e de Gestão, Planejamento e Infraestrutura em Ciência e Tecnologia da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN).

Em outro ato, o governo autoriza a contratação de 60 profissionais, por tempo determinado, para atender necessidades da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (Seres) do Ministério da Educação.

O Ministério do Planejamento também deu consentimento para a realização de concurso público para a contratação de 712 professores da carreira de Educação Básica, Técnica e Tecnológica e outros 536 técnicos administrativos em Educação, para o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ), o Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFET/MG), o Colégio Pedro II e Escolas Técnicas e Colégios de Aplicação vinculados a universidades federais. A partir dessas autorizações, é dado o prazo de até seis meses para a publicação de edital de abertura do concurso público.

Tudo o que sabemos sobre:
concurso públicoPlanejamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.