Planalto: Vannuchi na CIDH 'é motivo de orgulho'

O Palácio do Planalto distribuiu hoje nota assinada pela presidente Dilma Rousseff sobre a escolha de Paulo Vannuchi para uma vaga na Comissão de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA).

AE, Agência Estado

07 Junho 2013 | 16h42

"A eleição do ex-ministro Paulo Vannuchi para uma das vagas da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos é motivo de orgulho para o governo brasileiro" cita o material.

O texto divulgado pelo Planalto cita também que "no Brasil, Vannuchi consolidou o papel institucional da Secretaria de Direitos Humanos e contribuiu para o resgate da verdade histórica sobre as vítimas da ditadura".

"Sua capacidade de trabalho, seu empenho e dedicação asseguram que dará contribuição relevante à OEA e ao compromisso brasileiro com o fortalecimento do Sistema Interamericano de Direitos Humanos", menciona, por fim, a nota.

Mais conteúdo sobre:
Vannuchi OEA Planalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.