Planalto quer levar ministros a SP

Governo prepara série de eventos para melhorar relação com prefeitos no Estado governado por José Serra

Clarissa Oliveira, O Estadao de S.Paulo

23 de abril de 2009 | 00h00

A cerca de um ano e meio da corrida presidencial de 2010, o governo federal traçou um plano para melhorar o relacionamento com prefeitos e reforçar as principais marcas da gestão no maior colégio eleitoral do País. Nas últimas semanas, o Palácio do Planalto deu o sinal verde para que seja organizada uma série de seminários no interior paulista, com ministros, representantes do governo e dirigentes de instituições como Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).Oficialmente, a maratona de eventos - que deve começar no dia 15 de maio - pretende atender a uma demanda das administrações municipais por informações sobre convênios, liberação de verbas e programas disponibilizados pela administração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O trabalho, entretanto, ajudará a vencer as resistências ao governo justamente no Estado liderado pelo tucano José Serra, um dos cotados para disputar a Presidência da República em 2010, pelo PSDB.Apesar da agenda governamental, o PT tem auxiliado na organização dos seminários. Reservadamente, membros da legenda reconhecem que a prioridade é ajudar a preparar o terreno para a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, à Presidência da República. Mesmo assim, outros envolvidos na organização evitam relacionar os seminários com a corrida de 2010. O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), que tem auxiliado nos trabalhos, diz que esse empenho remonta ao início do governo Lula. "Essa iniciativa tem por base concreta uma demanda dos prefeitos", afirma o senador. Segundo ele, os seminários foram inspirados numa experiência iniciada por ele em Campinas (SP), onde realizou uma oficina para discutir a gestão de políticas públicas.A subchefia de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais do governo limitou-se a confirmar que está a cargo da série de eventos e que ainda está na fase inicial de preparativos. Por meio de sua assessoria, a secretaria informou que o calendário não foi finalizado e, portanto, não poderia dar mais detalhes.No PT, entretanto, já circula uma lista de possíveis participantes do primeiro encontro. A relação preliminar inclui os ministros José Pimentel (Previdência), Márcio Fortes (Cidades), José Gomes Temporão (Saúde), Fernando Haddad (Educação), além da presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho. Depois disso, a ideia é que ministros ou representantes de outros níveis do governo se revezem em várias cidades do interior paulista, sempre às sextas-feiras. Nos eventos, prefeitos terão a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre a liberação de crédito, assinatura de convênios e programas governamentais, como o pacote habitacional lançado recentemente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.