Alan Santos/Planalto
Alan Santos/Planalto

Planalto informa que Michelle Bolsonaro foi diagnosticada com covid-19

Na quarta, primeira-dama participou de evento no Palácio do Planalto junto com Damares Alves e Tereza Cristina

Julia Lindner, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2020 | 12h30
Atualizado 30 de julho de 2020 | 17h25

BRASÍLIA – O Palácio do Planalto informou que a primeira-dama Michelle Bolsonaro foi diagnosticada com o novo coronavírus nesta quinta-feira, 30. Segundo a Secretaria Especial de Comunicação da Presidência, Michelle apresenta “bom estado de saúde e seguirá todos os protocolos estabelecidos”. “A primeira-dama está sendo acompanhada pela equipe médica da Presidência da República”, diz o texto.

O diagnóstico positivo de Michelle ocorre menos de uma semana depois de o presidente Jair Bolsonaro dizer que testou negativo para a covid-19, após mais de duas semanas isolado por ter contraído a doença. 

Michelle é mãe de Laura, 9 anos, sua filha com o presidente, e Letícia Firmo, 17 anos, fruto de outro relacionamento da primeira-dama. As duas moram no Palácio da Alvorada, residência oficial da presidência.

Na quarta, 29, a primeira-dama participou de evento no Palácio do Planalto para lançamento da campanha Mulheres Rurais, Mulheres com Direitos. Além do presidente Jair Bolsonaro, ela esteve próxima das ministras Tereza Cristina (Agricultura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos). Ela também tirou fotos com pelo menos 20 convidadas que estiveram na cerimônia.

Na ocasião, chegou a abraçar Damares, que usava uma máscara. Procurada, a ministra informou que fará o exame e que manteve apenas reuniões por videoconferência. A ministra Tereza Cristina cancelou agenda e afirmou que também fará teste para covid-19. Ela desejou “rápida recuperação” para  primeira-dama.

No último final de semana, a primeira-dama esteve no Rio de Janeiro para visitar a Igreja Batista Atitude. Em fotos publicadas pela intérprete de libras Elisângela Castelo Branco, que trabalha para o Palácio do Planalto, Michelle aparece em diversas imagens próxima a um grupo com pelo menos 20 pessoas. Em praticamente todas as fotos ela está de máscara. Mas, em uma delas, aparece sem o equipamento de proteção abraçada a uma mulher que segura um bebê nos braços.

Após meses minimizando a pandemia, Bolsonaro anunciou ter testado positivo para a covid-19 no último dia 7, e cumpriu um período de 18 dias de isolamento no Alvorada, despachando remotamente. Integrantes do governo que tiveram contato com o presidente nos sete dias anteriores ao diagnóstico também fizeram teste, mas todos deram negativo. Michelle também fez o exame, mas, na ocasião, anunciou que o resultado foi negativo.    

Segundo dados do consórcio de imprensa divulgados na terça-feira, o número total de mortos no País em virtude da pandemia chegou a 90.212. Mais de 2,5 milhões de brasileiros já foram infectados pelo novo coronavírus, conforme levantamento realizado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde.

O Brasil é a segunda nação do mundo com maior número de casos e mortes por covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que têm 4,3 milhões de infecções confirmadas e 150 mil óbitos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.