Planalto cobra da Infraero andamento de obras nos aeroportos

Ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, pede antecipação da reforma da pista de Guarulhos antes mesmo das concessões à iniciativa privada

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo

03 de maio de 2011 | 20h47

BRASÍLIA - Em reunião no Palácio do Planalto, comandada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, nesta terça-feira, 3, os representantes da Infraero foram cobrados para dar prosseguimento às obras de infraestrutura dos aeroportos, com prioridade para o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, antes das concessões à iniciativa privada terem início.

 

A ministra do Planejamento, Miriam Belchior, cobrou pressa nas obras nos cinco aeroportos e não aceitou desculpas de que as empreiteiras não querem pegar as obras, por estarem aguardando as concessões. A ideia do governo é fazer o que for possível e, quando sair a concessão, ou entrega como está ou a Infraero conclui o que está fazendo. O governo não quer que nada fique parado à espera das concessões.

 

O Executivo determinou, por exemplo, que seja feita a antecipação das obras da pista de Guarulhos. Ela vai começar a ser reformada em agosto pelo Exército e a conclusão está prevista para dezembro. A intenção é de que essa pista esteja pronta para as férias de dezembro.

 

Questionados quanto à capacidade do Exército de assumir mais obras, interlocutores do Planalto disseram que o Exército vai fazer, vão dar um jeito. Além da reforma da pista, o governo quer pressa no terminal 3, pois não é para esperar a concessão deste terminal. O Exército está fazendo a obra de terraplenagem. A ideia é lançar licitação ou o que for necessário para fazer o terminal 3 de Guarulhos, segundo fontes.

 

No caso de Viracopos, em Campinas, o governo mandou a Infraero viabilizar a obra de construção da segunda pista desse aeroporto. Segundo esses interlocutores, se precisar de mais dinheiro, o governo disponibilizará mais recursos. A prioridade, no entanto, é Brasília e Guarulhos porque esses aeroportos são mais importantes.

 

Além disso, o edital da concessão para o aeroporto de São Gonçalo do Amarante no Rio Grande do Norte foi prometido para o Palácio do Planalto para a semana que vem.

Mais conteúdo sobre:
aeroportosobrasInfraero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.