Planalto aposta na acomodação de aliados

O governo tentará pôr um ponto final nesta semana, em dois temas que são fontes de problema para o presidente Fernando Henrique Cardoso: a reforma ministerial e as denúncias de acusação contra integrantes do Executivo. O Planalto aposta na acomodação dos aliados, sobretudo depois da posse dos dois novos ministros pefelistas, marcada para terça-feira. "É preciso sair do bate-boca e entrar em assuntos concretos", defende o líder do governo na Câmara, Arnaldo Madeira (PSDB-SP).Segundo ele, a prioridade, no momento, será a retomada das votações no Congresso, como a conclusão das reformas previdenciária e administrativa. Na opinião do líder, com as indicações dos novos ministros de Minas e Energia, José Jorge, e da Previdência Social, Roberto Brant, a reforma ministerial chega ao fim. Leia Mais

Agencia Estado,

12 de março de 2001 | 01h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.