Planalto acha que houve reação exagerada ao boné do MST

O Planalto não demonstrou estar muito preocupado com a polêmica sobre o boné do MST usado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante encontro com líderes do Movimento dos Sem-Terra, na quarta-feira. Em documento de circulação interna do Palácio do Planalto, a assessoria do presidente avalia que a imprensa e a oposição exageraram na reação. O uso de um boné do MST por Lula, em outro evento recente, mereceu da mídia apenas uma foto com legenda, analisa o Planalto.No dia 7 de abril deste ano, em solenidade comemorativa do Dia Mundial da Saúde, no Instituto Butantã, em São Paulo, ao lado do governador do Estado, Geraldo Alckmin, o presidente Lula recebeu do menino Pedro Ivo da Silva, um boné do Movimento dos Meninos e Meninas de Rua, e do menino Tiago Leni de Paula, um boné do MST. E usou os dois.Veja o painel: Os chapéus que fazem a cabeça do presidente

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.