Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

AO VIVO

Eleições: 2020: notícias, resultados e apuração do 2° turno

Placa rasgada em exposição sobre racismo é recolocada na Câmara com aviso ao lado

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, fez acordo com as bancadas da bala e negra

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2019 | 21h55

BRASÍLIA - Após um acordo costurado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com a bancada da bala e bancada negra, a placa arrancada e rasgada pelo deputado Coronel Tadeu (PSL-SP), de uma exposição sobre racismo na Câmara, foi recolocada em seu lugar.

A imagem foi remendada com pregos e um aviso foi exposto ao seu lado. “A bancada negra sabe que essa charge não representa toda a corporação e respeita os policiais que não corroboram para essas estatísticas e trabalham em prol do povo brasileiro”, diz o recado.

A placa traz uma charge do cartunista Carlos Latuff, em que aparece um policial, com uma arma fumegante na mão, e um rapaz negro estendido no chão, algemado e com a camisa do Brasil. No cartaz, lê-se a frase “o genocídio da população negra”.  

O deputado Davi Miranda (PSOL-RJ) disse que era importante manter a placa original, remendada por pregos, para ficar registrado que houve o incidente. “Foi um reconhecimento da nossa resistência e do nosso direito de termos aqui essa placa”, disse a deputada Benedita da Silva (PT-RJ).

O caso provocou polêmica na Câmara ontem e levou partidos de oposição a abrirem representação no Conselho de Ética da Câmara e na Procuradoria Geral da República contra o deputado Coronel Tadeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.