Pivô do escândalo dos atos secretos, Agaciel Maia é eleito para a Câmara Legislativa

Pivô do escândalo dos atos secretos, o ex-diretor do Senado Agaciel Maia (PTC) foi eleito, neste domingo, para uma das 24 vagas na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Maia recebeu 14.073 votos, o equivalente a 1% dos votos. Com cerca de 37 mil votos, Chico Leite, do PT, foi o candidato a deputado distrital mais votados dessa eleição, em Brasília.

Carol Pires, estadão.com.br

03 Outubro 2010 | 23h29

 

 

Responsabilizado pela edição de atos secretos usados para nomear aliados políticos, aumentar rendimentos e criar cargos, Maia foi condenado pelo Senado a ficar 90 dias fora do serviço – tempo já cumprido. Ele foi exonerado do cargo de diretor do Senado, em março de 2009, sob acusação de ocultar da Justiça uma mansão avaliada em R$ 5 milhões.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.