Pitta é liberado após prestar duas horas de depoimento

O ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta acaba de deixar a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, onde prestou depoimento por duas horas, sob a acusação de ter desacatado o presidente da CPI Mista do Banestado, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT). Pitta afirmou, na saída, que a resposta dada ao senador foi simplesmente em torno de um questionamento feito pelo senador (Paes de Barros). "O que eu coloquei foi uma inversão de situação em torno de uma hipótese absurda que foi colocada para mim", afirmou Pitta referindo-se a uma pergunta feita pelo presidente da CPI sobre a suposta participação de Pitta em corrupção. O ex-prefeito de São Paulo foi preso em flagrante por desacato e conduzido para a sede da Superintendência da Políci a Federal, onde foi lavrado um termo circunstanciado onde Pitta se compromete a comparecer em juízo quando for necessário. Por ser um crime leve, Celso Pitta não será mantido preso nem terá que pagar fiança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.