Pitta é convocado para depor na CPI do Banestado

O ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta foi convocado para depor na CPI do Banestado no próximo dia 27. Ele é suspeito de remeter ilegalmente para o exterior recursos obtidos no superfaturamento de obras executadas pela prefeitura. De acordo com o presidente da CPI, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), a comissão recebeu das autoridades norte-americanas documentos que revelariam movimentação financeira de cerca de US$1 milhão no Commercial Bank de Nova York, em nome do ex-prefeito.Antero disse que informações transmitidas pela Justiça de São Paulo à comissão confirmam a participação do ex-prefeito em extorsões executadas nas obras do túnel Ayrton Senna e da avenida Águas Espraiadas. Outros dados em poder da CPI revelam que Pitta teria encerrado a conta aberta em Nova York e transferido o dinheiro para o paraíso fiscal da Ilha de Jersey. Também foi convocado a depor o doleiro Antonio de Oliveira Claramunt, conhecido como Toninho Barcelona, dono da Barcelona Tour, em São Paulo.Ele será ouvido na próxima terça-feira sobre evasão de divisas para o exterior e sobre a ligação com integrantes do poder Judiciário investigados pela Operação Anaconda. Na sexta-feira da próxima semana, a Polícia Federal vai ouvir em Curitiba, onde está preso, o doleiro Alberto Yossef, também suspeito de remessa a ilegal de dinheiro para o exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.