Divulgação
Divulgação

Pit Bitoca pode assumir como vereador em Taubaté

Humorista Heitor Martins Sugimoto deve ocupar lugar de sobrinho de prefeito acusado de desvio na compra de medicamentos

João Carlos de Faria, especial para estadão.com.br

08 Junho 2011 | 18h30

Depois de Tiririca assumir uma cadeira na Câmara Federal como o mais votado do país, agora será a vez de Pit Bitoca, o personagem mais famoso do humorista Heitor Martins Sugimoto, que é primeiro suplente de vereador pelo Partido Trabalhista Nacional (PTN), assumir uma cadeira na Câmara Municipal de Taubaté, a 125 km de São Paulo.

 

Será uma tarefa árdua para o humorista, que deve encarar a difícil missão de julgar o prefeito Roberto Peixoto (PMDB), O prefeito pode perder o mandato por suspeita de desvios na compra de medicamentos, caso isso seja decidido pela comissão processante, que investiga o caso. Pit Bitoca deverá substituir o vereador Carlos Peixoto (PMDB), que, sendo sobrinho do prefeito, estará impedido de votar na sessão que decide a cassação.

 

 

 

Apesar de ter feito parte da coligação que apoiou Roberto Peixoto nas eleições de 2008, o humorista promete ser imparcial na votação. "Não tenho rabo preso com ninguém", disse. A pressão sobre os vereadores é grande, pois o clima na cidade é de mobilização popular em favor da cassação. Peixoto é investigado por outras três comissões abertas pelos parlamentares.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.