Pistoleiros passarão 4 dias fora da cadeia

A Justiça do Pará decidiu que os pistoleiros Clodoaldo Carlos Batista e Amair Feijoli da Cunha, condenados pelo assassinato da missionária americana Dorothy Stang, em 2005, podem passar quatro dias fora da cadeia para comemorar o Dia dos Pais. O benefício está provocando protestos de entidades de direitos humanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.