Pinguelli diz que ?não dá trela? a boatos sobre sua saída

O presidente da Eletrobrás, Luiz Pinguelli Rosa, disse que não recebeu sinalização nem indicação formal sobre sua eventual saída do comando da estatal. "Não há sinal do governo nesse sentido", disse. "Estou cuidando de cumprir as minhas obrigações, que já são muitas, e não dou trela para boatos".A saída de Pinguelli é cogitada entre políticos e executivos do setor elétrico, como forma de abrir espaço para a acomodação do PMDB no governo Luiz Inácio Lula da Silva, em troca de apoio político. Entre os nomes cogitados, o que é apontado como tendo m aiores chances de assumir a presidência da estatal é o de Silas Roudeau, atual presidente da Eletronorte, ligado ao senador José Sarney.Pinguelli disse que as especulações em torno de sua substituição "não têm nada de oficial". Ele acrescentou que esteve, na última terça-feira, com a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, em reunião do Conselho da Eletrobrás. "Na reunião, esse assunto não foi tocado", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.