Pimentel evita a imprensa em encontro na Fiesp

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, participou hoje de almoço na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) com o vice-presidente da Comissão Europeia, Antonio Tajani. A previsão era de que no encontro fosse assinado um acordo de intercâmbio de jovens profissionais entre Brasil e Europa. Pimentel evitou a imprensa. Ele chegou por volta de 13h40 e deixou o prédio da Fiesp às 15h10 sem falar com os jornalistas.

FERNANDA GUIMARÃES, Agência Estado

16 de dezembro de 2011 | 16h04

Suspeito de tráfico de influência antes de assumir o cargo de ministro, Pimentel viajou à Suíça nesta semana, mas não compareceu ontem à abertura da conferência ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC). Flagrado pela reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo" no aeroporto de Genebra ao deixar o país, Pimentel recusou-se a dar explicações sobre as denúncias de que recebeu, por meio da sua consultoria P-21, pagamentos por palestras na Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) que não foram realizadas.

Europa

O vice-presidente da Comissão Europeia foi recebido pela manhã pelo presidente da Fiesp, Paulo Skaf. "O fluxo de comércio da União Europeia é de US$ 8 trilhões e o Brasil só possui 1% disso", afirmou Tajani.

Antes do almoço com Pimentel, Tajani se encontrou no Palácio dos Bandeirantes com o governador Geraldo Alckmin (PSDB). Após a reunião com Alckmin, afirmou que há muito o que fazer "no nível financeiro e na economia real" para solucionar a crise na Europa. "Há ainda problemas em orçamentos, em bancos", alertou.

Tudo o que sabemos sobre:
PimenteldenúnciasFiesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.