ANDRE DUSEK | ESTADÃO
ANDRE DUSEK | ESTADÃO

Pimentel diz que governou Minas no 'período mais difícil da República'

Petista deixou o Executivo do segundo Estado mais populoso do País; Romeu Zema assume

Leonardo Augusto, especial para o Estado

01 Janeiro 2019 | 12h49

BELO HORIZONTE - O ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), divulgou nesta terça-feira, 1, nota de fim de mandato afirmando ter administrado o Estado "no período mais difícil da República". O petista afirmou também que termina sua gestão "sem arrogância". Minas passa por grave crise financeira, com déficit fiscal e atraso no pagamento dos salários dos servidores.

Segundo Pimentel, "chega-se ao governo quase sempre com a arrogância das verdades absolutas e a certeza das definições pré-concebidas". "Certamente esse não foi o meu caso, porque quase 30 anos de vida pública me protegeram dessa ilusão", diz na nota.

"Governamos Minas no período mais difícil da República. Enfrentamos a maior crise econômica, política e institucional da nossa história. E em nenhum momento nos afastamos do nosso compromisso com a inclusão social, com a busca do desenvolvimento sustentável, com a justiça e com a solidariedade."

Segundo Pimentel, "outros desafios virão". "Desejo ao novo governador sorte e sucesso no seu mandato. Encerro mais uma etapa da  caminhada que minha geração começou há 50 anos, na luta contra a ditadura, pelas liberdades democráticas, pelos direitos civis e pela justiça social. Novos desafios se levantam, outros embates virão. Mas os sonhos, esses não envelhecem, já disse o poeta. Renovo meu sonho, com o sentimento profundo das palavras bíblicas: 'combati  o bom combate e guardei a minha fé.'" 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.