Pimenta pode disputar candidatura à presidência

O ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, disse hoje no Rio que poderá vir a entrar na disputa pela candidatura do PSDB à presidência, mas que a decisão "ainda não está tomada". O ministro disse que no momento está mais preocupado com os efeitos da crise de energia sobre as empresas de telecomunicações, mas tem recebido "muitas manifestações há várias semanas" de apoio à sua candidatura. Pimenta disse que não poderá deixar de avaliar esses apoios, sob pena de agir equivocadamente. "Se algum ministro, sobretudo um ministro político como sou, disser que não aceita ser presidente, não está dizendo a verdade", disse, acrescentando que "se houver circunstâncias favoráveis, posso vir a disputar a presidência". Ele teceu pequenos comentários sobre seus possíveis concorrentes no partido na disputa. Sobre o governador do Ceará, Tasso Jereissati, disse que é "um grande candidato" e o ministro da Saúde, José Serra é "outro nome de comprovada eficiência". Sobre uma virtual candidatura do ministro da Fazenda, Pedro Malan, pelo PSDB, limitou-se a afirmar que "ele não está inscrito no partido". Pimenta almoçou com o presidente da Companhia Vale do Rio Doce, Jorio Dauster, na sede da empresa, no Rio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.