Pimenta da Veiga diz que Lacerda 'mostrou altivez'

O candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, Pimenta da Veiga, declarou que a manifestação do apoio do prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), é muito importante para a campanha dele. "É inegável a liderança política que ele tem, não apenas em Belo Horizonte, mas em toda a região metropolitana, e acho que essa manifestação dele é um impulso extraordinário ao nosso trabalho", disse a jornalistas antes da posse da nova diretoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) nesta tarde, um pouco depois da coletiva de Lacerda sobre sua decisão.

SUZANA INHESTA, Agência Estado

30 Junho 2014 | 21h04

Pimenta falou que a posição de Lacerda não o surpreendeu. "O prefeito sempre foi muito consciente sob o ponto de vista político e ele compreende bem como é importante aprofundar as reformas iniciadas em Minas há 12 anos e que o Brasil inteiro está querendo que se repitam em outros estados. Portanto, essa manifestação dele é muito positiva, é um grande estímulo para nós. Hoje foi um dia muito importante na nossa caminhada", declarou, ressaltando ainda que a atitude do prefeito demonstrou "altivez, independência e convicção".

Aloysio

O candidato do PSDB ainda comentou sobre a escolha do senador Aloysio Nunes para ser vice-presidente de Aécio Neves na disputa presidencial. "É um senador muito correto, tem uma vida pública muito bonita e é um homem independente que, certamente, trará um grande reforço para a candidatura. Em São Paulo, ele será uma presença muito forte e tem outro aspecto que eu reputo como muito importante: ele anima o partido em São Paulo", declarou.

Para ele, a chegada de Aloysio, que contribui para a formação de uma chapa "pura" do PSDB à corrida presidencial, consolida a vitória nos dois principais Estados do País (São Paulo e Minas Gerais). "Como acho que é muito difícil alguém que ganhe nesses dois Estados deixar de ser eleito presidente da República, acho que foi um passo importante", disse. Pimenta também acredita que, com a escolha do vice resolvida e depois do registro de candidatura, Aécio poderá viajar mais, com algumas vindas a Minas Gerais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.