Picciani responde a críticas de Paes sobre aliança

Em discurso no qual comentou a desistência do ex-governador Sérgio Cabral de concorrer ao Senado, passando a apoiar a candidatura de Cesar Maia (DEM), o presidente estadual do PMDB no Rio de Janeiro, Jorge Picciani, respondeu ao prefeito Eduardo Paes, seu colega de partido, que criticou ontem a aliança entre Pezão e Cesar Maia. Em nota, Paes disse que a aproximação com o DEM era um "bacanal eleitoral" e defendeu que o senador Francisco Dornelles (PP) ocupasse a vaga ao Senado na chapa.

FÁBIO GRELLET, Agência Estado

23 Junho 2014 | 11h36

Segundo Picciani, que foi contra a escolha de Paes como candidato do partido, em 2008, Paes só se elegeu prefeito devido ao apoio de Cabral. Como vereador, Cesar tem sido um dos principais críticos da gestão de Paes, daí a reclamação do prefeito. Picciani criticou também o candidato do PT ao governo do Rio, Lindbergh Farias, a quem se referiu como a pessoa que "quebrou o Fundo de Previdência de Nova Iguaçu", cidade que o petista governou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.