Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

PGR retoma conversas para negociar delações na Lava Jato

Ao menos 14 tratativas para acordo foram passadas pela gestão de Rodrigo Janot a à equipe de Raquel Dodge

Beatriz Bulla, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2017 | 19h00

BRASÍLIA - As negociações para delação premiada voltaram a andar na Procuradoria-Geral da República. Ao menos 14 tratativas dentro da Operação Lava Jato foram passadas pela gestão do ex-procurador-geral Rodrigo Janot à equipe da procuradora-geral Raquel Dodge. Nas duas primeiras semanas de trabalho, o grupo ligado a Raquel se inteirou dos procedimentos para dar início às conversas, agora conduzidas pelos procuradores designados pela nova chefe do Ministério Público Federal.

O grupo de Raquel já conseguiu analisar 10 dos 14 pedidos e, destes, estabeleceu conversas com as equipes jurídicas em 4 casos - retomando, portanto, as negociações.

Segundo interlocutores do grupo de Raquel, as conversas com advogados não ficaram paralisadas nas últimas duas semanas. Mas, como o grupo precisava estudar as investigações da Lava Jato, o ritmo das negociações era outro.

A expectativa de advogados é que a partir desta semana as negociações voltem a ganhar fôlego. Um dos casos considerado mais avançado na Procuradoria é o do ex-ministro Antonio Palocci.  A negociação do ex-ministro  é feita tanto em Brasília, na PGR, como em Curitiba, com a Força-Tarefa. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.