PFL vai sugerir a Alckmin criação do Ministério da Segurança

O PFL vai sugerir ao pré-candidato do PSDB à presidência da República, Geraldo Alckmin, a criação do Ministério da Segurança Pública. A proposta vai constar do documento que será entregue ao PSDB na próxima quarta-feira, quando será formalizada a aliança entre os dois partidos. O candidato a vice-presidente, senador José Jorge (PFL-PE), disse que, apesar de o PFL defender a redução do número de ministérios, entende que a questão de segurança tomou outro rumo com os sucessivos problemas em todo o País, sobretudo em São Paulo. "O crime organizado se federalizou e não pode ficar apenas com os Estados", disse o senador. Geraldo Alckmin disse que vai analisar a proposta do PFL, mas não deixou claro se, caso eleito, vai realmente criar o ministério extraordinário ou apenas uma secretaria nacional. Um de seus objetivos é não contingenciar recursos destinados à segurança pública, mas trabalhar para serem liberados já nos meses de janeiro.Na próxima terça-feira, a coligação PSDB-PFL fará a primeira reunião do conselho político da campanha, sob a presidência de Geraldo Alckmin. A criação desse conselho, de 12 representantes dos dois partidos, foi decidida como forma de aparar os conflitos internos e organizar a campanha. "O conselho vai ajudar a aparar as arestas", admitiu Alckmin.

Agencia Estado,

25 de maio de 2006 | 19h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.