PFL quer mudar pontos da MP dos impostos

O PFL entregou à Mesa da Câmara requerimentos para destaques de votação em separado para alterar o projeto de conversão do deputado Professor Luizinho (PT-SP) à MP 107. Um destaque pretende retirar o aumento de 12% para 32% da alíquota da CSLL para empresas de serviços. O PFL pretende também retirar do texto a taxa Selic para a renegociação das dívidas de Estados e municípios com o Pasep. A bancada quer ainda suprimir a exigência para o contribuinte deposite 30% do valor da ação para recorrer contra multa da Receita Federal. O vice-líder do PFL, Rodrigo Maia (RJ), criticou o projeto de conversão por conter aumento de tributos. Maia referiu-se também ao aumento da Cofins para os bancos de 3% para 4%. "O ministro Palocci disse que era diferente do Malan porque não estava aumentando a carga tributária. O ministro quebrou a perna e agora quebrou também a sua palavra", afirmou Maia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.