PFL propõe que palavra "cassação" saia do relatório

O PFL decidiu propor, por meio do voto em separado, a supressão da palavra "cassação" do relatório do senador Roberto Saturnino Braga (PSB-RJ) e pedir à Mesa a abertura do processo por quebra do decoro parlamentar. Os integrantes do PFL no Conselho decidiram não propor o abrandamento da pena de cassação por uma suspensão de mandato, por considerarem que a fase é de investigação e, portanto, ainda não está aberto o processo. A reunião do partido foi realizada esta manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.