PFL prepara "xeque-mate" a FHC

A cúpula do PFL está furiosa com o resultado "desastroso" da sucessão do Congresso e avalia que a eventualidade da dupla derrota na Câmara e no Senado poderá empurrar o partido para fora do governo. Mais do que ficar fora dos postos de comando do Legislativo, o que deixa o PFL inconformado é a constatação de seus dirigentes de que o partido ficou isolado na disputa e a certeza de que o Palácio do Planalto está engajado na briga em favor da candidatura do presidente nacional e líder do PMDB, Jader Barbalho (PA), à presidência do Senado. Embora saiba que não há espaço para o PFL na oposição, a direção do partido avança hoje na discussão da independência em relação ao governo. Certa de que o partido ficará "muito desconfortável" na base governista, diante do ganho de poder do PMDB, a cúpula pefelista prepara-se para dar "um xeque-mate" no presidente Fernando Henrique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.