PFL leva caixão branco para o plenário da Câmara

O PFL levou para o plenário da Câmara um pequeno caixão branco que, segundo o relator do substitutivo da medida provisória do salário mínimo, Rodrigo Maia (PFL-RJ), será o caixão da Câmara se ela derrubar o mínimo de R$ 275, aprovado pelo Senado, ou do PT e dos partidos aliados, se for aprovado um mínimo de R$ 260. "É mórbida a votação de hoje", disse Maia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.