PFL lança programa de governo

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), participa hoje do lançamento do programa de governo do partido para o período 2003/2006. Além de Bornhausen, são esperados no evento, na Assembléia Legislativa de São Paulo, o ministro da Previdência Social, Roberto Brant; os deputados federais Gilberto Kassab (SP), Marcos Cintra (SP) e Vilmar Rocha (GO); o presidente estadual do PFL, Cláudio Lembo; e o economista Paulo Rabello de Castro.O programa foi desenvolvido pelo Instituto Atlântico, em parceira com o Instituto Tancredo Neves, e tem como tema básico o compromisso com o crescimento. A meta da legenda é realizar uma série de debates ao longo de 2002. No primeiro seminário, amanhã, das 10 às 13 horas, será abordado o crescimento ligado à família e cidadania. Segundo a assessoria de Bornhausen, não há previsão de encontro dele com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), após o seminário.Alckmin, no entanto, não descartou uma possível reunião com o líder pefelista, apesar de não constar da agenda. "Não tem nada marcado, mas pode ter um café, no final de semana", disse Alckmin, nesta quinta-feira. O nome do governador foi cogitado pelo PFL como possível candidato a presidente da República em 2002.Há duas semanas, o vice-presidente da República Marco Maciel esteve com Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, acompanhado de Lembo. Segundo Alckmin, a disputa presidencial não entrou na conversa do grupo. Na ocasião, Lembo teria acenado com a possibilidade de agendar uma visita de Bornhausen ao governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.