PFL estranha encontro de FHC com deputado que trocou de partido

O vice-presidente nacional do PFL, senador José Agripino (RN), disse hoje que é, no mínimo, "curioso" o gesto do presidente Fernando Henrique Cardoso, que recebeu na última terça-feira o deputado Benito Gama (PMDB-BA) no Palácio da Alvorada. O parlamentar deixou o PFL recentemente para ingressar no PMDB. "O presidente pode receber quem ele quiser, mas, neste contexto, em que o PMDB está disputando com o PFL na Câmara e no Senado, isso é curioso", declarou Agripino. O encontro do presidente com Gama, que era ligado ao presidente do Senado, Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), ocorreu um dia antes de ele assinar a ficha de filiação ao PMDB, em jantar de homenagem ao presidente da Câmara Michel Temer (PMDB-SP). O deputado comandou a Secretaria de Indústria e Comércio da Bahia. No fim de 2000, em meio a denúncias de envolvimento em irregularidades, Gama pediu ao governador da Bahia, César Borges (PFL), que fosse afastado do cargo, com o argumento de que pretendia voltar para Brasília, a fim de reassumir o mandato de deputado. Para não criar polêmica, o líder do PFL na Câmara, Inocêncio Oliveira (PE), evitou comentários sobre o encontro entre Fernando Henrique e o ex-pefelista. ACM também se negou a dar declarações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.