PFL espera PSDB para decidir sucessão presidencial

A executiva nacional do PFL decidiu, em seu sua reunião de hoje, aprovar um "roteiro" de tomada de posição do partido na sucessão presidencial, proposta por seu presidente, senador Jorge Bornhausen (SC). O partido vai aguardar apenas a escolha do candidato do PSDB à Presidência da República, prevista para este fim de semana, para ter uma conversa oficial com o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, lançado no ano passado candidato do PFL à Presidência. Há expectativa de que Maia faça opção oficial pela parceria com o PSDB. Neste caso, o partido iniciará uma consulta sobre essa possível aliança às suas bancadas federais (deputados e senadores), governadores, vice-governadores e prefeitos de capital, além dos presidentes dos diretórios estaduais e membros da executiva nacional. Nessa consulta, o partido deverá levantar, também, os problemas a serem resolvidos em cada Estado em caso de parceria com os tucanos. Só depois dessa consulta o PFL anunciará sua posição oficial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.