PFL é condenado por uso indevido de canção em campanha

O PFL foi condenado hoje a pagar indenização de R$ 40 mil com juros e correção, ao compositor Sérgio Augusto Sarato, por violação de direito autoral. Sarato é autor da música Cerveja é Brahma Chopp, obra que foi utilizada indevidamente pelo PFL na campanha da pré-candidata à presidência, Roseana Sarney, de 15 a 22 de janeiro último.A decisão é do juiz Rodrigo Marzola Colombini, da 6ª Vara da Fazenda Pública, que também condenou o partido a pagar as custas, despesas processuais e os advogados do compositor. Para o juiz, ficou comprovado o uso indevido da obra, fato que causou ?dor e sofrimento" a Sarato, que devem ser reparados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.