PFL divulga nota condenando ACM

O presidente nacional do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC),divulgou há pouco uma nota oficial em que o partido faz uma reprimenda pública aosenador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA) e presta solidariedade ao presidenteFernando Henrique Cardoso. Em cinco parágrafos o dirigente do PFL diz que opresidente Fernando Henrique age corretamente "e está acima de qualquer suspeita". "Sua trajetória de estadista na vida pública brasileira será engrandecida por todosos seus concidadãos", destaca. Segundo a nota, o PFL reprova a ida de Antônio CarlosMagalhães aos procuradores Luiz Francisco de Souza e Guilherme Schelb, que estãosendo processados pelo PFL uma vez que cometeram atos lesivos ao partido no períodoeleitoral. Bornhausen diz que o senador Antônio Carlos deveria ter procurado oprocurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, "um profissional sério, correto ecumpridor dos deveres". O PFL também solidariza-se com os ministros Nelson Jobim eEllen Gracie, do Supremo Tribunal Federal, e com o governador de Tocantins, SiqueiraCampos, do PFL, todos citados na gravação publicada pela revista Isto É.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.